FNAJ - Mensagem da Direção

JUVENTUDE, POLÍTICAS E CIDADANIA

Presidente Fnaj

As políticas de Juventude são todas e quaisquer medidas para os/as jovens, em contraponto, “reais” políticas de Juventude são medidas que respondem às necessidades, objetivos e interesses dos/as jovens de uma comunidade, promovendo deste modo uma imediata identificação da Juventude para com as mesmas. É com base na última premissa que a FNAJ tem construído documentos pioneiros para a definição de políticas de Juventude, nomeadamente no plano local, que resultam de uma auscultação direta dos jovens e das suas associações.

O “Manifesto Autárquico – Uma proposta do movimento associativo juvenil” é mais um contributo da FNAJ, enquanto representante do movimento associativo juvenil de base local e da Juventude, para o desenvolvimento das políticas locais de Juventude, como complemento às políticas nacionais nesse setor. Ao identificar nove áreas prioritárias para a Juventude, a FNAJ evidencia a transversalidade destas mesmas políticas, que devem garantir sempre a participação dos jovens e o promover o exercício de uma cidadania plena.

Com a atual cedência de competências do poder central para as autarquias, conferindo-lhes maior autonomia, urge potenciar as Políticas de Juventude nas dinâmicas das cidades, vilas e aldeias de Portugal. As autarquias podem hoje ser um maior e melhor parceiro da Juventude no que concerne ao desenvolvimento de oportunidades de acordo com a realidade local dos/das jovens, promovendo medidas mais ambiciosas, capazes de fixar os/as jovens e de promover neles/as um sentido de pertença à comunidade.

Assente numa metodologia que deve ter por base o diálogo estruturado contínuo e processos inclusivos e participativos, que permitam aos jovens experimentar a democracia, por meio de mecanismos de codecisão e cogestão, na qual a sua opinião e visão do mundo seja implicada, é possível construir um referencial estratégico de “reais” políticas autárquicas de Juventude, para o qual a FNAJ será sempre um parceiro disponível e presente, para juntos contribuirmos para a evolução das políticas de Juventude e do Associativismo juvenil no nosso País.

 

 

"ESTES SÃO OS DESAFIOS DA FNAJ, DESAFIOS DE TODOS OS DIRIGENTES ASSOCIATIVOS! JUNTOS SOMOS ASSOCIATIVISMO JUVENIL."

Tiago Manuel Rego

Presidente da Direção da FNAJ

 

Editoriais

A Lei Surda

A Lei Surda

Por Tiago Manuel Rego Presidente da FNAJ   Em resposta a uma proposta de alteração de Lei do Associativismo Jovem impensada, que não teve em conta a dinâmica...

Ver mais

Se dúvidas houvesse: IPJ já!

Se dúvidas houvesse: IPJ já!

Por Tiago Manuel Rego Presidente da FNAJ   Volvidos vários meses de uma desvalorização pública do Instituto Português do Desporto e da Juventude - IPDJ, com...

Ver mais

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a utilizar o website, assumimos que concorda com o uso de cookies. Aceito Ler Mais